18 agosto, 2012

Tucanos não se entendem: Serra diz que Alckmin teria 'apoio integral' para disputar Presidência



Candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo e desafeto do senador Aécio Neves (PSDB-MG), José Serra disse ontem que se o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) lançar-se como candidato a presidente da República terá o seu "apoio integral".
O governador de São Paulo sugeriu interesse em disputar a eleição presidencial em 2014, em entrevista publicada ontem pela Folha e o UOL.
Sérgio Lima-28.mar.2012/Folhapress
O senador Aécio Neves em reunião do Congresso Nacional
O senador Aécio Neves em reunião do Congresso Nacional
Hoje, no PSDB, Aécio é tido como o nome mais provável para representar os tucanos na disputa. Mesmo diante desse cenário, Alckmin defendeu que o presidenciável tucano seja escolhido em prévias e se colocou entre os cotados para o posto.
"O Alckmin? Se for [candidato] terá o meu apoio. O meu apoio integral", disse Serra.
Serra, que já disputou a presidências duas vezes e perdeu, trava uma batalha pessoal com Aécio no PSDB.
Em nota, Aécio Neves disse que o PSDB tem "diversos nomes qualificados" para a disputa presidencial e que Alckmin "tem condições de disputar qualquer cargo". "No momento certo, o partido analisará todos os nomes", declarou.
Mencionado por Alckmin como outro possível presidenciável tucano, o governador do Paraná, Beto Richa, diz que não pensa no posto por enquanto e afirma que Aécio Neves, de quem é amigo pessoal, é "a bola da vez" para disputar o cargo em 2014. "O Geraldo é um excelente nome. O Aécio, um extraordinário", disse.

Nenhum comentário: